Sobre Nós

Nascido em Volta Redonda/RJ, em 1953.

– Graduado em Arquitetura e Urbanismo /1977 – Faculdades Integradas Bennett – Rio de Janeiro
– Mestre em Comunicação e Cultura / 2003 – Universidade Federal do Rio de Janeiro
– Doutor em Jornalismo e Linguagem / 2007 – Universidade de São Paulo

Veio para Juiz de Fora, em 1977, para compor o corpo técnico do recém-criado Instituto de Pesquisa e Planejamento de Juiz de Fora, o IPPLAN/JF, durante a gestão do Prefeito Mello Reis. Permanecendo por 10 anos.

Trabalhou como ilustrador em vários veículos da imprensa nacional como o Jornal do Brasil; O Estado de São Paulo e o Jornal da Tarde.

Atuou como ilustrador nas revistas: Fatos; Imprensa e Caros Amigos.

Colaborou com os boletins eletrônicos Terra e Observatório da Imprensa.

Participou de exposições na Bulgária, México, França, Cuba, Canadá e Grécia.

Fez parte do Júri do Salão Internacional de Desenho em Cuba (1993).

Conquistou no México, em 1992, o Prêmio Fórum Internacional de Colonização na América Latina.

Obteve por três vezes o Prêmio de Jornalismo e Direitos Humanos Wladimir Herzog (1993, 1999 e 2001), na categoria Artes, conferido pela Federação Nacional dos Jornalistas e Secretaria de Cultura de São Paulo.

Em 2004 recebeu o Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo, na categoria Artes, conferido pela Secretaria de Cultura do Rio Grande do Sul e pela OAB/RGS.

Publicou três coletâneas de ilustrações:
– Penso, Logo Insisto – 1985
– Desenhos Falados – 1990
– Ígneos Desígnios – 1995

Publicou em 2015 a coletânea digital de ilustrações O Fato Gráfico (www.jorgearbach.com.br/tese/)

Em 2008 recebeu o 20º Prêmio HQ-mix pela tese de doutorado O Fato Gráfico: a ilustração como gênero jornalístico.

De 1994 a 1996 atuou como membro do Conselho Diretor do Cine-Theatro Central, durante sua restauração.

Em 2011 foi homenageado com a Comenda Henrique Guilherme Halfeld, conferido pela Prefeitura de Juiz de Fora, pelos trabalhos realizados como arquiteto e artista gráfico em prol de Juiz de Fora.

Em 2018 recebeu o 13º Prêmio Amigo do Patrimônio, instituído pela Prefeitura de Juiz de Fora, pela atuação e desenvolvimento de atividades em favor do patrimônio cultural da cidade.

Ingressou na Universidade Federal de Juiz de Fora, em 1993, como Professor Visitante para estruturar as disciplinas de Representação e Expressão Arquitetônica no recém-criado curso de Arquitetura e Urbanismo.

Foi diretor da Editora da Universidade Federal de Juiz de Fora, de 1998 a 2003.

Nos 20 anos vinculado à UFJF, de 1993 a 2013, ministrou disciplinas na área de Representação e Expressão na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo.

Por indicação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo recebeu a Medalha JK, a mais alta condecoração oferecida pela UFJF, pelos trabalhos realizados junto à Universidade.

Atualmente é Professor Convidado da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Juiz de Fora.

____________________________

Desenvolvimento do site:

Márcio Henrique de Oliveira